Frame by Frame Marvel's Jessica Jones TV

Jessica Jones – 2×11 – AKA Three Lives and Counting

Jessica Jones

CONTÉM SPOILERS!!!

A segunda temporada de Daredevil, apesar das suas claras falhas, teve o bom senso de guardar uma pequena surpresa na segunda metade da temporada. O melhor de tudo é que foi uma surpresa que não foi publicitada nem pela equipa de marketing, nem pelos produtores, nem pelos próprios atores. O mesmo já não se pode dizer desta temporada de Jessica Jones, com fotos promocionais a revelarem algo que os fãs da série desejavam: o regresso de David Tennant como Kilgrave! Claro que essa revelação levantou algumas questões sobre o seu impacto na temporada. Bem, neste AKA Three Lives and Counting, tivemos essa mesma resposta.

No final do episódio anterior, Jessica (Krysten Ritter) viu-se obrigada a matar uma pessoa em auto-defesa. Esta experiência claramente afetou Jessica em termos psicológicos, com os seus sentimentos de auto-culpa e repreensão a tomarem forma “física” de Kilgrave. Podem esquecer a dinâmica que presenciámos entre Jessica e Kilgrave na temporada anterior, pois este é um Kilgrave ligeiramente diferente do habitual. Este Kilgrave, por vezes, dá uma ajuda a Jessica sobre o caso que segue – neste caso, perseguir Trish (Rachael Taylor), Malcolm (Eka Darville) e Malus (Callum Keith Rennie) – mas outras vezes está a envenenar a mente de Jessica, retorcendo-a até “aceitar” que se está a tornar num monstro. Mais desconcertante quando se considera que este Kilgrave é Jessica!

Portanto, já podem esperar um episódio completamente ancorado em Jessica e Kilgrave, com a troca de diálogos entre os dois a ser um claro destaque no episódio. A ausência de Kilgrave fez-se sentir nesta temporada; no entanto, este episódio recordou-nos que Jessica, apesar de ser uma anti-heroína – no sentido que prefere tirar fotos a traidores e beber até cair para o lado – também está perto de perder as suas estribeiras. E isto culminou numa cena que provou que a personagem ainda está em crescimento, também deixando uma clara dica de um possível regresso de Tennant como o vilão eventualmente.

A decrescer está Trish, que capturou Malus para os seus fins privados. Ainda que se perceba as suas motivações para as suas ações erráticas, a verdade é que não surtiram o efeito desejado. Nesta altura do campeonato, não existe qualquer simpatia pela personagem nesta altura. O que é uma pena, visto que o seu trajeto prometia levar Trish para caminhos negros mas interessantes; o que se obteve foi uma espécie de uma birra de uma criança mimada.

0 82 100 1
82%
Average Rating

O estado mental da personagem titular e o regresso há muito aguardado de David Tennant foram os destaques deste episódio de Jessica Jones.

  • 82%

Comments