American Crime Story Frame by Frame TV

The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story – 2×08 – Creator/Destroyer

American Crime Story

CONTÉM SPOILERS! 

Sem dar bem conta como, chegamos ao penúltimo episódio da 2ª temporada desta já aclamada série, American Crime Story. Quando eu pensei que já tinha terminado o retrocesso no tempo, sou surpreendido quando vamos até à infância dos protagonistas, Andrew (Darren Criss) e Gianni (Edgar Ramírez). Ainda que este último tenha direito a algum tempo do episódio, o certo é que o seu assassino tem novamente todo o destaque.

Começamos algures em 1957, em Itália, Gianni começa a revelar uma queda para o mundo do design de moda, algo que o assustava, mas de imediato teve o apoio da mãe, que o incentivou a perseguir o sonho e ajudá-lo a lutar por isso. Passamos depois para o pequeno Andrew, onde conhecemos finalmente o seu pai, Modesto Cunanan (Jon Jon Briones) e a sua vontade de ter um lugar de destaque em solo americano. É notória a preferência deste pelo caçula da família, querendo que este seja especial e fazendo-o sentir-se como tal.

É impossível não entender um pouco Cunanan depois de perceber toda a pressão que sofreu durante a infância e pré-adolescência. As mentiras, a obsessão por ser alguém importante… tudo isto é visível no percurso adulto do serial killer. Até nos é mostrado que a relação deles não era apenas a normal de pai e filho, mas que o patriarca abusava dele. Ele era o favorito “porque fazia menos barulho”. Uma pequena cena mas que dificilmente me sairá da cabeça.

Já um jovem crescido, vemos Andrew lidar de forma natural com a sexualidade, assim como afirmar-se pela sua extravagância, seja na indumentária, seja na maneira como se expressa. Tudo parece estar a correr bem na sua vida, até o seu pai ser descoberto por diversas falcatruas e procurado pelo FBI. Deixando a família para trás, sem nada, foge como um rato. O seu “filho predileto” não se conforma com isso e decide ir atrás do progenitor para as Filipinas. O encontro não corre pelo melhor e o Cunanan Júnior é humilhado, percebendo que viveu toda a vida numa ilusão.

Dá-se aqui, então, o arranque para a pequena manipuladora e perversa que vimos conhecendo. Este não aprendeu com os erros do pai. Pelo contrário, decidiu viver como ele, mas com mais inteligência e jogo de cintura.

Ainda que tenha sido um episódio extremamente interessante, gostaria de ter visto mais do pequeno Versace, assim como a sua vida na adolescência, mas já deviamos estar habituados à história central ser do seu assassino. Criss continua o seu caminho em direção aos prémios e consegue superar-se a cada episódio e também Jon Jon Briones nos traz uma performance segura e perturbadora durante todos os minutos. Também há que destacar Matt Bomer que se estreia na realização neste capítulo e o faz com nota extremamente positiva.

Já sabendo tudo o que aconteceu até então, acredito que agora voltemos ao tempo “presente” e agora veremos a maneira como tudo terminou para Cunanan. Será que escapa? Será que morre? Ainda que estas respostas estejam ao passo de qualquer clique na internet, quero muito ver como vão mostrar tudo e tenho a certeza que será um episódio incrível como todos até agora.

0 87 100 1
87%
Average Rating

Comments