Frame by Frame The X-Files TV

The X-Files – 11×09 – Nothing Lasts Forever

The X-Files

CONTÉM SPOILERS!!!

The X-Files sempre soube mexer com os nervos de qualquer fã acérrimo da série. E por vezes, por cada mistério ou “monstro” que a série apresente, são raros aqueles casos em que a série consegue pintar os humanos como os verdadeiros monstros. E este episódio reforçou essa ideia, com resultados um tanto ou quanto mistos.

Neste penúltimo episódio da temporada atual, Mulder (David Duchovny) e Scully (Gillian Anderson) perseguem pistas em busca de uma rede de tráfico de órgãos. No entanto, esta busca ativa faz com que estes cruzem caminhos com um culto de canibais, sem mencionar com uma justiceira (Carlena Britch) que procura a sua irmã (Micaela Aguilera). 

The X-Files ofereceu alguns episódios bastante desconcertantes no passado (mesmo o episódio da semana passada cai nessa mesma categoria; podem ler essa crítica aqui) se bem que algo agarrados com possíveis conspirações governamentais ou mitos urbanos. Portanto, é bastante raro vermos um episódio que mostra o lado mais negro da humanidade. E tivemos essa vista em duas frentes diferentes. Por um lado, acompanhámos a líder do culto, Barbara Beaumont (Fiona Vroom), uma ex-estrela de cinema obcecada com a vida eterna. No entanto, esta é uma “vilã” que não só parece bastante cartoonesca, mesmo em termos de The X-Files, mas com um set de motivações a roçar no bastante básico: ela consome carne humana somente para se manter mais jovem. Fora isso, esta é uma vilã que não serve para este universo. 

Do outro, temos Julia Bocanegra, a justiceira de serviço. A sua receção na série é uma verdadeira faca de dois gumes. Por um lado, o seu conjunto de motivações para o episódio, apesar de serem familiares, acabam por dar uma certa humanidade à personagem. Por outro lado, temos uma personalidade afincada na religião (um tema recorrente neste episódio) que retiram qualquer réstia de traços que a definem como um “ser humano”.

Infelizmente, com tanto foco nestas personagens, o nosso duo pouco ou nada faz neste episódio (tirando, talvez, uma graçolas às custas dos óculos de Mulder). Ou seja, o tempo que o episódio deu a duas personagens completamente descartáveis podia ser bem empregue nas já clássicas trocas de diálogos entre os dois agentes. O que vale é que pelo menos temos uma cena íntima no final do episódio que nos faz esquecer que as cenas deles, ao todo, chegam a rondar para aí uns 15 minutos.

0 66 100 1
66%
Average Rating

A um episódio de encerrar a temporada (e quiçá, a série em geral), The X-Files tropeça num episódio que nos relembra que a Humanidade também não é completamente boa.

  • 66%

Comments