Love Mini-Reviews TV TV

Love – Series Finale – 3ª Temporada

Love

Gus e Mickey estão de volta e o seu romance parece ter encontrado o rumo certo assim que se aproxima do seu desfecho. Apesar de não ser memorável, Love abre portas para uma nova perspetiva sobre o amor; de que não há um rosto ou idade que o define.

O Melhor:

Inquestionavelmente esta temporada final de Love conseguiu melhores resultados que a anterior.

A química entre os protagonistas passou de cliché a algo mais sentido e emocionalmente mais envolvente. Temos uma comédia ligeira mas fugaz, que consegue brilhar mesmo na sua simplicidade. Gillian Jacobs e Paul Rust conseguem carregar com eficácia a temporada, brincando com as suas personagens sistematicamente sem cair em exageros.

As personagens secundárias ganham também um maior relevo e os twists que as envolvem acabam por surtir efeito e tornam a história muito mais aberta, sem se focar exclusivamente no duo protagonista.

Há certos aspetos divertidos e que vão sendo aproveitados de forma aceitável ao longo da temporada, nomeadamente a abordagem satírica aos locais de emprego do “casalinho de rolas” que lidera a narrativa.

O Pior:

Love não é algo de magistral, nem perto disso.

Mesmo encontrando um conforto na sua simplicidade, a comédia de Judd Apatow não consegue tornar-se icónica ou memorável, nem possui uma característica particular que a faz ser mais do que “mais uma comédia romântica”.

Apesar das personagens terem tido um ligeiro melhoramento em comparação com as temporadas anteriores, não é suficiente para nos afeiçoarmos a elas na sua totalidade. Elas carecem de carisma e de ousadia.

O romance não se desprende dos típicos clichés e nunca há um fio humorístico com garra suficiente para nos agarrar. Mesmo não sendo nenhuma atrocidade, Love é um produto televisivo tão banal quanto a originalidade do seu próprio título e, ainda que possua uma quirkiness adorável, mantém-se pouco criativa no seu fim.

Estado da série: CANCELADA

Leiam a Mini-Review da temporada anterior de Love aqui.

  0 55 100 1

55%
Average Rating

Love é pobre em originalidade mas consegue ser adorável por momentos. Terminando ligeiramente melhor que nas temporadas anteriores, a série não irá deixar um legado memorável.

  • 55%

Comments