Arrow Frame by Frame TV

Arrow – 6×14 – Collision Course

arrow 6x14

CONTÉM SPOILERS!

Cada vez se torna mais difícil avaliar esta temporada de Arrow. Se por um lado tivemos um bom vilão em Cayden James, este acabou por não ser mais do que alguém que se deixou manipular com uma facilidade incrível. O episódio anterior deu a Michael Emerson o destaque que merecia mas infelizmente foi demasiado tarde. A série vê-se agora forçada a dividir o seu tempo entre a redenção de Black Siren e os motivos de Diaz, se é que vamos sequer esclarecer essa questão.

Como já mencionei várias vezes, o enredo de Laurel é um ponto fraco gigante nesta temporada e é sintoma do grande problema de Arrow desde há muito tempo. A série é incapaz de deixar alguém morrer e mesmo quando decidiu correr esse risco com Laurel não foi capaz de o levar até ao fim. Este enredo reduz Quentin (Paul Blackthorne) a um poço de ingenuidade que sacrifica a cidade que se comprometeu a proteger pela vida de Laurel de uma forma cega. Fosse a questão abordada de outra forma poderia ter sido interessante, mas a repetição já é tanta, os diálogos tão inúteis e a personagem de Katie Cassidy tão frustrante na sua indecisão que não há forma de se salvar. Talvez esteja enganada e os desenvolvimentos do final do episódio tragam algo de surpreendente mas, como sempre com Arrow, não tenho essa esperança.

Black Siren leva-nos a Black Canary (Juliana Harkavy) que não faz mais nesta temporada do que repetir os passos de Oliver (Stephen Amell) em temporadas anteriores. Desilude ver uma personagem que ainda tinha muito que explorar e foi introduzida como algo refrescante na série cair nestes dramas que já vimos várias vezes. Acaba por arrastar consigo toda a sua equipa sendo que a coragem da série em proteger os motivos de ambas as equipas é a única coisa que safa este episódio. Qualquer personagem pode ser herói ou vilão e a série permite-nos ficar do lado de qualquer equipa sem nos querer fazer sentir culpados.

Resta a Arrow tentar salvar a posição de vilão nesta temporada com Diaz, que apesar da excelente prestação de Kirk Acevedo em todos os seus projetos me parece uma missão impossível. Não tem o carisma de Cayden, os seus motivos parecem ser apenas o controlo da cidade não sabemos o suficiente sobre ele para que desperte o interesse.

0 59 100 1
59%
Average Rating
  • Desilude ver uma personagem que ainda tinha muito que explorar cair nestes dramas que já vimos várias vezes, sendo que a coragem da série em proteger os motivos de ambas as equipas é a única coisa que safa este episódio.
    59%

Comments