Mini-Reviews TV The Tick TV

The Tick – Season Finale – 1ª Temporada

The Tick

Quando The Tick teve a sua estreia no ano passado, ninguém antevia o tipo de série do género de super-heróis que se teve direito: ao invés de seguir de perto os big heroes, a série celebrou os underdogs, com os primeiros episódios a servirem como uma autêntica paródia ao género. Pois bem, recentemente, a Amazon exibiu os seis últimos episódios desta temporada inaugural. Como é que se saiu?

O MELHOR

Confesso que fiquei agradavelmente surpreendido com a forma como os produtores e guionistas decidiram enfrentar esta segunda parte da série. Claro que tinha o plot principal a seguir (more on that later), mas esta segunda metade da temporada teve a ideia de explorar a fundo o seu elenco secundário. Claro que o Tick (Peter Serafinowicz) e Arthur (Griffin Newman) continuam a fazer as delícias dos fãs da série recente, mas vermos Dot (Valorie Curry), por exemplo, a deixar de ser aquela típica “irmã super-preocupada” e tornar-se numa “vigilante em crescimento” pode ser repentino, mas parece natural. O mesmo se aplica a Overkill (Scott Speiser), cujo passado misterioso ganha maior destaque e vemos um lado diferente do personagem. O mesmo se aplica a Superian (Brendan Hines), também conhecido como “paródia ao Super-Homem”, cuja faceta convencida deixa transparecer algumas falhas que o tornam mais humano.  Mas, em termos dos heróis, o MVP desta segunda parte vai para Dangerboat. Apesar de ser, para todos os efeitos e circunstâncias, uma IA num iate super-seguro, Alan Tudyk dá-lhe uma certa personalidade que proporciona alguns bons momentos de humor. 

A surpresa também paira em The Terror. Jackie Earle Haley não é um completo estranho no que se toca a interpretar vilões ou anti-heróis intensos ou macabros. Daí de ser uma surpresa vermos o ator com uma veia cómica do vulgar. E a verdade é que funciona, com os traços cómicos a assentarem bem na veia de paródia que a série não deixa de esconder.

O PIOR

The Tick não será, certamente, uma série que irá agradar a tudo e todos. Claro que a série sempre teve a intenção de ser uma paródia ao género dos super-heróis e subverter todos os estereótipos imagináveis à face da Terra. No entanto, está claro que este produto está claramente indicado para um público-alvo em específico. Ou seja, para os apreciadores da Peak TV moderna e que procure algo com mais substância, poderá ficar desagradado com o que The Tick oferece.

Mas se calhar um dos maiores defeitos que se pode apontar à série é na forma como cria os seus efeitos especiais. Numa altura em que as séries televisivas começam a rivalizar com as produtoras de Hollywood, ainda por mais vindo da Amazon, uma gigante destinada à revenda de produtos em todo o mundo, é um constrangedor bocado vermos uma série de super-heróis a exibir efeitos especiais que parecem ter sido feitos por uma equipa de amadores (tipo Inhumans). Claro que não prejudicam no desenrolar na trama, mas magoa em termos de estética.

Mas temos boas notícias para os fãs: a Amazon renovou The Tick para uma segunda temporada no início do ano. Portanto, esperem por novidades em breve. Até lá, podem ler a review à primeira parte da série aqui.

Estado da série: RENOVADA

0 76 100 1
76%
Average Rating

A segunda parte de The Tick melhorou alguns detalhes fracos da primeira parte da temporada, mas insiste em bater o mesmo terreno.

  • 76%

Comments