Comunicados de Imprensa Eventos

Luís Albuquerque realiza filme sobre o herói lusitano Viriato

O realizador figueirense Luís Albuquerque escolheu o herói lusitano Viriato para o seu novo filme, o sexto da carreira, cuja estreia ocorrerá até ao final do ano. As rodagens já começaram, distribuindo-se pela Serra da Estrela, Folgosinho (Gouveia), Figueira da Foz e Carapinheira (Montemor-o-Velho).

“Viriato é o meu herói de infância. O filme reflete o meu prazer por esta figura história que, para mim, tem uma relevância muito grande para a história da Lusitânia. Por outro lado, permite-me fazer um filme de época, um desafio que perseguia”, adiantou o realizador.

O argumento é da escritora e nossa reviewer figueirense, Carolina Pascoal. Carolina Pascoal conta já com outros trabalhos no ramo da escrita, tendo publicado um livro (“Para Sempre não é muito Tempo”) e contando com outro argumento da sua autoria, para a longa-metragem “Horas sem Hora”, também em gravações a decorrer.

De resto, Luís Albuquerque dá prioridade aos artistas e técnicos locais. Por isso, mantém a indispensável colaboração da produtora de vídeo Timelaps-Media. Por outro lado, os atores João Damasceno e Mário Bertô são dois “repetentes” nos filmes do realizador. Para rodar Viriato, recorreu à produtora de eventos históricos Viv’Arte, com fortes ligações à cidade, através do Festival Pirata, em Buarcos, e da Feira Medieval.

Viriato recorre à analepse para narrar a história. Deste modo, o filme viaja no tempo, fazendo uma ligação entre a história do herói lusitano e a atualidade.

Além de João Damasceno e Mário Bertô, o elenco conta com também com Alexandre Oliveira, Margarida Sousa e Mário da Costa. A produção tem o apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz e da Junta de Maiorca, contando ainda com a colaboração da Viv’Arte e do Agrupamento de Escuteiros 1215 de Tavarede.

Pela primeira vez, Luís Albuquerque candidatou um filme a apoios do Instituto de Cinema e Audiovisual (ICA), mas aquela estreia não teve o final esperado. “A resposta foi que a história e o argumento eram bons, mas o realizador não é conhecido”, revelou. No entanto, o seu mais recente filme, Por Onde Escapam as Palavras, atingiu o 16º lugar dos filmes mais vistos em Portugal no ano da sua entrada no circuito comercial, segundo a tabela do ICA. O realizador garantiu ainda que Viriato, tal como aconteceu com Por Onde Escapam as Palavras, vai entrar no circuito comercial.

Com o novo filme, Luís Albuquerque soma mais seis longas-metragens: os dramas Fugiu Peter Pan, Dom e Por Onde Escapam as Palavras, e as comédias Geme… La Vie (I e II). Pelo meio, realizou a curta-metragem A Dança dos Flamingos.

Fiquem com a página oficial do Facebook aqui, e dêem uma vista de olhos no teaser do filme. Vale a pena conhecer este trabalho!

Teaser | Viriato

Comments