Black Lightning Frame by Frame TV

Black Lightning – 1×05 – And Then the Devil Brought the Plague: The Book of Green Light

Black Lightning

CONTÉM SPOILERS!!!

Não se deixem enganar pelo extenso título do episódio desta semana de Black Lightning: apesar de a ameaça da droga Green Light estar presente, é no campo dos dramas pessoais que o episódio se foca na sua totalidade.

Jefferson (Cress Williams) começa a praticar com um novo “brinquedo” do seu arsenal, o que lhe traz sérios problemas de saúde; Jennifer (China Anne McClain) entra em conflito com duas colegas; Anissa (Nafessa Williams) começa a investigar investigar o passado da sua família em busca de respostas sobre os seus poderes; Tobias (Marvin ‘Krondon’ Jones III) enfrenta fantasmas do seu passo.

Por onde começar? Bem, comecemos com Tobias Whale. Dentro de um elenco repleto de potencial, este personagem saiu bastante a perder por ser o mais cartoonesco. No entanto, o episódio da semana passada ajudou a contextualizar o seu ponto de situação, mesmo no seio do submundo do crime. E esta semana não foi exceção, desta explorando a sua infância problemática. Tobias, sendo um afro-americano albino, já tinha problemas com racismo, mesmo dentro da comunidade afro-americana de Freeland. Mas agora, descobre-se que, durante a sua infância até à sua fase adulta, este e Tori (Edwina Findley Dickerson) passaram por momentos difíceis às mãos de um pai solteiro abusivo. É mais uma peça da mística em volta de Tobias Whale que o ajudam a humanizar levemente, ainda que continue a cometer atos deploráveis.

Anissa, em busca de respostas sobre a verdadeira origem dos seus poderes, descobre que o seu avô, Alvin Pierce, estava envolvido numa investigação semelhante. Isto leva a que Anissa solte a sua própria veia de investigadora privada. Uma que está dotada de super-força e resistência física! Ainda que vermos a nova geração de heróis a entrarem em contacto com um passado longínquo, a verdade é que este segmento não é tão sólido quanto se dava a parecer. Algo que ganha mais força quando a jovem estreia o seu primeiro fato ridículo. Sim, não era a primeira vez que uma propriedade cinematográfica ou televisiva baseada nas bandas desenhadas contasse com, pelo menos, um primeiro fato-protótipo que está a léguas do produto final. E sabe-se que a personagem, muito em breve, vai ter direito ao seu próprio fato oficial. Ainda assim, ver a jovem a pavonear-se com um fato justo e de cores vibrantes simplesmente não cai bem quando Black Lightning tenta o seu melhor para permanecer num certo realismo.

Jennifer não teve muito para fazer mais uma vez; no entanto, as circunstâncias são diferentes, já que a Pierce mais nova envolve-se numa rixa com duas colegas. Sim, é uma maneira de colocarem a personagem numa posição mais ativa que o que se tem visto. E claro que isto desencadeia mais um conflito familiar dos Pierce que cai num certo realismo. Mas no fim e ao cabo, pouco ou nada adiciona à trama geral. No entanto, já deixa a dica de que Jennifer Pierce, tal como a sua irmã mais velha, pode vir a entrar no vigilantismo muito em breve.

Esta semana vimos um Jefferson muito mais agressivo que o costume. Usar o novo “brinquedo” deu para vermos mais um pouco do vasto leque de habilidades que Jefferson poderá colocar a seu dispor no combate ao crime organizado. No entanto, isto também traz uma nova vulnerabilidade ao herói, agora que está vulnerável a facetas mais agressivas. Foi um pouco estranho vermos este episódio completamente focado nos seus esforços como vigilante e ignorando a boa influência que Jefferson mostra como diretor da escola secundária local; este era uma justaposição de métodos que mostra claramente que não é preciso levantar os punhos para se causar um bom impacto. Embora vermos mais um pouco do seu lado heróico ajuda-nos a lembrar que, além de diretor, Jefferson é Black Lightning, foi estranho não vermos este seu novo estatuto esta semana.

0 78 100 1
78%
Average Rating

Os dramas familiares dominaram Black Lightning esta semana, como resultados mistos no panorama geral do episódio.

  • 78%

Comments