TV Vikings

Vikings –5×09– A Simple Story

Vikings

Contém Spoilers.

Depois da batalha por Kattegat, “Simple Story” veio construir uma narrativa diferente para o que ultimamente estávamos habituados.

Depois de toda a emoção e intensidade dos episódios anteriores, o novo episódio de Vikings contruiu-se em torno do que ficou após a batalha entre irmãos. Desenvolve-se em torno das personagens e dos seus relacionamentos, como já não víamos a algum tempo.

O Plot Twist interessante que se desenvolveu logo após a batalha vai dar, com certeza, um novo abalo na série. A ideia de juntar o Bishop Heahund com Lagertha pode ser tão produtivo como desastroso. São personagens bastante fortes e importantes, de grande relevo em toda a season, não estou a dizer que a ideia foi má, mas talvez se Hirst não se tivesse precipitado tornava a história entre estes dois, bem mais interessante.  Lagertha não é esquisita quando se trata de escolher um parceiro, e o Bishop Heahmund parece ter renunciado todas as suas devoções cristãs em prol desta viking. Mas o argumento entre estes os dois pedia mais trabalho, são dois grandes adversários que têm tudo para se tornar num romance interessante.

Temos outra surpresa no episódio, quando Ivar concorda com Hvitserk em trazer para a guerra Rollo e o seu exército. Rapidamente Rollo despacha uma boa porção do exército franco que preenche as perdas que Harald perdeu em batalha. Depois de ter traído o seu pai, o que tem agora Rollo para apoiar Ivar e Hvitserk em vez de Bjorn e Lagertha que amava e respeitava à muito mais tempo. Era interessante ver uma estratégia desenvolvida por Rollo para dar uma lição aos sobrinhos, e nomeadamente a Hvitserk.

O enredo de Hirst parece não desenvolver em torno da aventura de Floky na Islândia. A história praticamente não tem nada a ver com o resto dos acontecimentos que estão a acontecer na série. Depois do templo construído, não demorou muito tempo para que os revolucionários seguidores de Eyvind, incendiassem o templo dedicado a um dos deuses mais poderosos –  Thor, e rapidamente iniciarem um motim, o que já se esperava.

Também em Wessex as coisas mudam de figura. Todos esperávamos que o momento da sucessão iria criar conflitos entres os irmãos Aethelred e Alfred, mas não estávamos à espera que a inocente Judith afinal se revelasse da maneira que se revelou. Após Aethelwulf ter morrido por uma picada de abelha, o que é um pouco irónico dado a sua postura de guerreiro e valentão ao longo de toda a season, coube ao seu filho mais o trono. Contudo, é difícil quase tão difícil acreditar que Judith superou tão rápido o seu leito de morte para desfazer o seu pretendido sucessor, Aethelred, que se preparou para este papel toda a sua vida. Apesar de querer que o seu ilho mais velho se retire do trono, pretende que se humilhe publicamente e o renuncie em frente à corte em prol do seu irmão Alfred.

Alfred apesar de não ter o físico tem a cabeça e estratégia, mas algo nos diz que a relação entre ambos os irmãos não irá ficar a mesma.

Foi um episódio interessante, mas que ocorreu demasiado depressa. Há tantos acontecimentos que não nos dá tempo para processar tudo, logo após o grande auge que tivemos anteriormente com a batalha entre Harald e Lagertha. Estão a avançar demasiado depressa, e isso poderá vir a ser critico nos próximos desenvolvimentos e enredo de Hirst.

0 70 100 1
70%
Average Rating

Depois da tempestade vem a bonança. Após a batalha por Kattegat, Vikings trouxe-nos um episódio mais calminho e com novas peripécias que de certo irão fazer mudar a história de algumas personagens.

  • 70%

Comments