Cinema Críticas

Crítica: The Meyerowitz Stories (New and Selected)

The Meyerowtiz Stories (New and Selected)

Título original: The Meyerowitz Stories (New and Selected)

Título: The Meyerowitz Stories (New and Selected)

Realizado por: Noah Baumbach

Elenco: Adam Sandler,  Dustin HoffmanElizabeth MarvelBen StillerEmma Thompson, Adam DriverGrace Van Patten

Duração: 112 min.

As estórias da família Meyerowitz são a personificação perfeita de uma família vocacionada para artes onde o mau génio vem ao de cima, sob a pele de Harold Meyerowtiz (Dustin Hoffman) e todos os outros sofrem com isso.

Harold é um escultor de algum renome e professor universitário reformado acarinhado/admirado por muitos dos seus alunos. Mas em contra-partida com uma vida profissional organizada e com um seguimento lógico (apesar de ter passado ao lado de um sucesso maior), teve uma vida pessoal atribulada onde quem sofreu mais com isso foram os seus 3 filhos.

Este filme divide-se em capítulos onde em cada qual é explorado o que cada personagem sente, bem como a relação que mantém com Harold. Como tal também vou abordar Danny (Adam Sandler), Jean (Elizabeth Marvel) e Matthew (Ben Stiler) em separado.

Danny é um músico talentoso que desistiu da sua carreira devido a uma certa insegurança/pavor em tocar em público. À medida que o filme vai passado, percebemos que essa insegurança se deve a Harold.

It was like walking barefoot through broken glass to get a milkshake. I loved the milkshake, but, you know, my feet were bleeding.” – Danny

Conhecendo a carreira de Adam Sandler e a sua orientação artística para comédias, é surpreendente vê-lo no papel de um Danny sério, dedicado às relações pessoais com sobriedade e seriedade.
Começando pela relação de proximidade e confiança que mantém com sua filha Eliza (Grace Van Patten), onde a privação do teu talento o permitiu direcionar a sua energia e criatividade artística para educar a sua filha, ajudando-a a herdar qualidades artísticas que este auto-negligenciou. Passando pela relação com a sua irmã Jean e Matthew, recheada de respeito e admiração. Acabando na relação que mantém com o seu pai, Harold. Apesar de irmos percebendo que por culpa dele, não conseguiu chegar mais longe no mundo artístico, não foi por isso que alguma vez falhou com ele.
Adam Sandler foi sem dúvida a grande surpresa do filme!

Jean é gestora de projectos na Xerox (secundário no desenrolar da história), e é a personagem mais enigmática do filme. A calma e discrição (a certo ponto complexa) que Elizabeth Marvel mantém no papel de Jean, confere à personagem uma personalidade de extrema subtileza e mistério, que a torna brilhante. Perto do final do filme, Jean explica o “porquê”, através do relato de uma experiência traumática não resolvida, na sua adolescência.

Matthew, meio-irmão de Danny e Jean, decidiu deixar para trás a sua veia artística e dedicar-se a uma carreira bem sucedida como consultor financeiro em Los Angeles.
Matthew chega a New York de visita, mas rapidamente é absorvido pela personalidade complicada e destrutiva de Harold.
Ben Stiler, tal como Adam Sandler é conhecido pela sua magnífica carreira no mundo da comédia, no entanto tal como Adam Sandler, esteve à altura do papel neste drama com uma pitada de humor.

Harold (Dustin Hoffman) é o ponto-chave no meio disto tudo. Todos os insucessos, escolhas e repressões profissionais dos seus filhos, se deveram à sua negligência e ao seu egotismo enquanto pai e pessoa.

The Meyerowitz Stories (New and Selected) é um filme sofisticado de storytelling (não é para qualquer um), que compila a arte e o humor, com um elenco de extrema qualidade que se adaptou na perfeição às exigência do filme. As relações entre as personagens só lhe acrescentam uma maior profundidade e riqueza! E o melhor? Já está disponível na Netflix!


Trailer – The Meyerowitz Stories (New and Selected)

Comments