Open Sesame Rubricas

Wolf Children e a importância da família

Wolf Children

Entramos em 2018 com o Open Sesame sobre Wolf Children (Ookami Kodomo no Ame to Yuki). Lançado em 2012, este filme foi distinguido com vários prémios, onde podemos destacar, Melhor Animação do Ano. Posto isto, passada agora esta época de festividades caracterizada pela união da família, não consegui pensar noutra sugestão que melhor se adequasse. Wolf Children retrata, essencialmente, a importância destes laços e a resiliência inerente ao amor de uma mãe.

O enredo de Wolf Children, está bem delineado, conseguindo-se distinguir 3 arcs que acabam por ditar o processo de crescimento e curso natural de qualquer ser humano. Neste sentido, Hana, uma estudante universitária trabalhadora, repara num rapaz que se distingue dos restantes. Sem qualquer livro de apoio, retira notas e está verdadeiramente atento, no entanto, nunca chega a entregar a folha de presença. Intrigada pelo seu comportamento, Hana segue-o e descobre que, na verdade, este misterioso rapaz (Ookami) não é aluno daquela universidade.
A sua relação começa a crescer, bem como, o amor que nutrem um pelo outro. Numa noite de lua cheia, Ookami revela que é um lobisomem e o último desta espécie.

Apesar desta revelação, os dois decidem começar uma família e é aí que Ame e Yuki surgem nesta história, herdando a capacidade de ser transformarem em lobos como o seu pai. Após um terrível acidente, Hana, vê-se sozinha, criando duas crianças muito especiais. Longe dos olhares desta sociedade, Hana, toma a decisão de se mudar para o campo.

Wolf Children é um filme encantador, onde apesar dos obstáculos que vão surgindo no caminho, existe sempre uma razão para sorrir. A arte minimalista e o retrato não exagerado destas transformações também dá luz a este drama. Não sendo de todo exagerado em nenhum aspecto. No geral, um filme que reflecte a importância da família e, consequentemente, a aceitação das escolhas de cada um.

Leiam o Open Sesame da semana anterior aqui.

Comments