Open Sesame Rubricas

Ghost in the Shell, cyberpunk anime

Ghost in the shell

Ghost in the Shell, filme realizado em 1995 por Mamoru Oshii, foi inspirado na manga com o mesmo nome escrita por Masamune Shirow. Foi um dos primeiros filmes de anime deste género (Sci-fi – cyberpunk) trazendo assim uma lufada de ar fresco ao mundo do anime. Para além de ter sido inovador para o seu tempo não só pelo tema que aborda mas pelo estilo de animação (uma combinação de animação tradicional com CG), é uma masterpiece que tem de ser vista pelo menos 2 vezes para se conseguir entender tudo o que o filme acarreta e tenta transmitir. A história passa-se no ano 2029, altura em que o mundo é então governado pela robótica e grande parte da população possui ciber brains que lhes permitem aceder a grandes quantidades de informação. Cyborgs são assim uma constante neste tempo, trazendo vantagens e simultaneamente questões éticas e filosóficas.

Ghost in the Shell conta-nos a história da agente Major Motoko Kusanagi, uma cyborg que está encarregue de apanhar um hacker conhecido pelo nome de “puppet master”. Este consegue apagar, alterar e inserir memórias no cérebro das vítimas, fazendo com que estas ajam de acordo com a sua vontade. À medida que a história avança, Major começa a duvidar da sua própria natureza, já que o seu corpo não é humano e o seu cérebro também não. Assim, o que é que a define como ser humano? Como saber que as suas memorias são dela? Este filme permite então indagar acerca várias questões filosóficas como a existência de alma e identidade, numa sociedade que é dominada pela tecnologia.

Outro aspeto que tenho de referir é a banda sonora, pois na minha opinião esta é sublime. Composta por Kenji Kawai, esta tem um tom profundo, diferente do habitual e adequa-se perfeitamente ao estilo do anime.

É um anime que recomendo vivamente a quem gosta de anime, sendo um clássico da animação japonesa.

Comments