Mini-Reviews TV The Last Man on Earth TV

The Last Man on Earth – Midseason Finale – 4ª Temporada

The Last Man on Earth

CONTÉM SPOILERS!!!

Tandy (Will Forte) e companhia limitada estão de regresso para mais uma temporada de desventuras. Como será que correu esta quarta entrada?

O MELHOR

Se já se encontravam cansados de ver os nossos protagonistas sempre nos Estados Unidos, então esta temporada cumpriu com o prometido, com o nosso grupo disfuncional de protagonistas a fazerem a travessia marítima para o México, ainda com uma paragem semi-obrigatória numa ilha deserta.

Apesar de parecer um pouco mais do mesmo, a verdade é que a nova localização geográfica dá um novo conjunto de desafios para os sobreviventes do vírus, já que se instalam numa urbanização (sem mencionar numa mansão de uma falecida baronesa da droga!) e atestam as suas vidas como uma comunidade.

Esta temporada deu ampla oportunidade para os desenvolvimentos dos nossos protagonistas, nomeadamente em termos de parentesco, algo que é visto com o nascimento dos filhos de Carol (Kristen Schaal). E isto sem ignorar os traços de comédia tornaram-se característicos de The Last Man on Earth. Erica (Cleopatra Coleman) e Gail (Mary Steenburgen) também gozaram de um spotlight nesta temporada, com as duas a concederem uma agradável surpresa perto da reta final desta primeira metade de temporada.

Claro que também teria de haver espaço para os já obrigatórios guest stars, e esta temporada teve uma quantia bastante considerável (pelo menos comparando com as temporadas anteriores). Kristen Wiig está de regresso após a sua apresentação na temporada anterior, um momento que trouxe uma lufada de ar fresco que a série bem estava a precisar. A esta também se junta Chris Elliott como Glenn, um náufrago que esteve isolado da civilização durante anos a fio. Também se teve direito a um cameo de Jack Black, que se junta a nomes como Will Ferrell e Jon Hamm na categoria de one-off guests, uma piada recorrente da série a cada temporada que passa.

O PIOR

Por mais que a série tente o seu melhor, os sinais de claro desgaste já se começam a sentir. As mesmas piadas já não surtem o mesmo efeito testemunhado na primeira temporada, as personagens não exibem grandes momentos de evolução (apenas ganham umas certas nuances consoante as situações em que se encontram). Em suma, em quatro temporadas, The Last Man on Earth mantém-se igual a si mesmo. Por um lado, isto é a personificação de em fórmula que funciona, não se toca; no entanto, também se torna numa receita para uma série se estagnar.

The Last Man on Earth vai regressar em Janeiro. Podem ler a última crítica à série aqui.

Estado da série: ONGOING

0 55 100 1

55%
Average Rating

The Last Man on Earth volta a empregar mais do mesmo... É isto.

  • 55%

Comments