American Horror Story Frame by Frame TV

American Horror Story: Cult – 7×10 – Charles (Manson) in Charge

American Horror Story

CONTÉM SPOILERS

Chegamos ao penúltimo episódio de American Horror Story e a palavra-chave é, sem dúvida, loucura. O primeiro choque do episódio acontece graças a um flashback, onde Kai Anderson (Evan Peters) agride uma amiga da irmã, depois de uma discussão política. É então obrigado a fazer terapia. Querem saber com quem? Nada mais, nada menos que Bebe Babbitt (Frances Conroy) e, descobrimos que foi esta quem o incitou a começar tudo. A ideia era provocar a fúria nas mulheres, o que originaria uma revolução, algo tão ansiado pela sua amada, Valerie Solanas. Foi bom ver Frances de volta à série, onde brilha sempre, por muito que a personagem não tenha acrescentado nada à história e, por isso, tenha tido um final tão prematuro.

Confesso que estava ansioso por este episódio por saber que, iriam abordar um dos piores assassinos da História, Charles Manson. Além de estar com vontade de ver a recriação do seu mais famoso crime, o de Sharon Tate, também queria ver Peters na pele deste ser desprezível. As expectativas não saíram defraudadas e gostei da maneira como abordaram toda situação do crime, além de termos o regresso de Leslie Grossman e Billy Eichner, que foram do melhor que a temporada teve.

Movido pela loucura e com alucinações, Kai começa a ver realmente Manson e a seguir os conselhos deste. Depois de assassinar Gary (Chaz Bono), um dos seus seguidores mais fiéis, de modo a dar o exemplo, o “Líder Divino” acredita que existe realmente um espião, aliás, uma espiã no culto e, por isso, tem de tomar medidas. Depois de uma das cenas mais bonitas do episódio e de toda a temporada, entre os irmãos Anderson, nada fazia prever o que aconteceria depois. Acreditando ser Winter (Billie Lourd) a “falsa”, o rapaz acaba por sufocar a irmã até à morte em lágrimas. Evan Peters transcende-se a cada episódio e é impossível apontar-lhe alguma falha!

Como se já não tivessemos sofrido o suficiente, ainda temos direito no minuto final, à descoberta do verdadeiro espião, Speed Wagon (Cameron Cowperthwaite), um dos “soldados” do culto. Ally (Sarah Paulson) sabe disso e mostra-nos que está realmente um passo à frente. Com cada vez um menor número de personagens, estou em pulgas para descobrir como tudo acabará. Ally ou Kai? O que acontecerá a este culto? Irá ainda a Beverly de Adina Porter sair por cima e voltar a ser a “final girl” como na temporada anterior? Que chegue rápido a próxima semana!

0 87 100 1
87%
Average Rating

Com cada vez um menor número de personagens, estou em pulgas para descobrir como tudo acabará. Ally ou Kai? O que acontecerá a este culto?

  • 87%

Comments