Ray Donovan TV

Ray Donovan – Season Finale – 5ª Temporada

Ray Donovan

A quinta temporada de Ray Donovan corre, essencialmente, à volta de uma pessoa: Abby (Paula Malcomson). Esta temporada começa de forma confusa, deixando várias questões no ar que, a pouco e pouco, são desvendadas. À medida que vamos avançando as questões vão sendo respondidas e é aí que nos apercebemos que esta é a temporada mais negra da série, onde a morte vai estando presente episódio a episódio. No entanto, esta é também, na minha opinião, a temporada mais completa e fascinante de Ray Donovan.

O MELHOR:

Ray Donovan mostra-nos a realidade da alta sociedade de Los Angeles. Ao começar a ver esta série, sempre tive a ideia de que os personagens eram intocáveis e estavam sempre protegidos pela personagem de Ray (Liev Schreiber). Pois bem, esta temporada vem mostrar precisamente o oposto, o que, sinceramente, foi um choque. Vejo esta temporada como uma lição de moral que nos ensina que o dinheiro, muitas vezes, não é tudo.

Apesar de a temporada se basear na personagem de Abby, a verdade é que acabamos também por ver Ray a tornar-se cada vez mais frágil e cansado. Apesar de todos os irmãos Donovan terem os seus traumas, Ray é o único que tenta sempre ocultar isso dos outros para não se sentir desintegrado ou para que os outros não o vejam como uma vítima. Isto fez com que Ray se tornasse numa pessoa fria e muitas vezes insensível, ou pelo menos é assim que Ray era até agora. Apesar de todos os casos extraconjugais e paixões que Ray mantém ao longo de toda a série, Abby era o seu porto seguro, o seu ombro amigo, o seu apoio incondicional de todas as horas. Agora, sem isso, vemos Ray perdido e sem rumo. Ray, que outrora protegia a esposa, filhos e restante família, parece agora precisar que o ajudem.

Para além disso, Ray vê-se cada vez mais encurralado e preso aos crimes e mortes a que o seu trabalho obrigam. Com os filhos cada vez mais afastados e irmãos com as suas vidas encaminhadas, Ray sente-se agora sozinho como nunca tinha sido habituado a estar. É irónico, visto que nas temporadas anteriores Ray nunca tinha tempo para Abby ou para os filhos, e agora sente que todos se cansaram desta falta de tempo e o abandonaram.

Ray passa esta temporada atrás do fantasma de Abby e é assim que esta temporada termina, deixando-nos com uma imagem que, mais uma vez, levanta várias questões, aguçando a nossa curiosidade para a próxima temporada.

Na minha opinião, esta é, sem sombra de dúvida, a melhor temporada de Ray Donovan até agora. É fantástica a forma como conseguimos partilhar o sofrimento das personagens e como conseguimos entrar no íntimo das mesmas, passando a conhecê-las ainda melhor.

O PIOR:

Esta temporada de Ray Donovan surpreendeu imenso pela positiva. Por isso, não encontrei quaisquer defeitos ou detalhes passíveis de serem melhorados.

 

Estado da série: RENOVADA.

Consultem a mini-review da segunda temporada aqui.

0 100 100 1
100%
Average Rating
  • 100%

Comments