Cinema Críticas

Crítica: Cars 3

Título Original: Cars 3

Título: Carros 3

Realizado por: Brian Fee

Elenco: Owen Wilson, Cristela Alonzo, Chris Cooper

Duração: 102 min

Após a desilusão que foi o 2º capítulo, Cars 3 veio trazer à saga um desfecho com bastante consistência e uma mensagem bem clara.
A indústria da Nascar está a mudar com a chegada de novos modelos à competição, que devido à sua estrutura aprimorada, conseguem uma maior eficiência em pista.
Com isto, estes rookies, têm a capacidade de atingir velocidades superiores às a que McQueen e companhia nos haviam habituado. Quando somado os anos de carreira que o faísca já leva, a missão de manter a senda de vitórias, torna-se mais complicada.

Apesar de tudo isto, o faísca não se dá por derrotado, decidindo apostar numa nova forma de treino mais moderna e tecnológica para tentar conseguir voltar à competição e com isso, às vitórias. Este treino traz à história uma nova personagem promissora, Cruz Ramirez, uma treinadora de alta competição.

Como fã do primeiro filme da saga, muito graças ao típico ambiente Norte Americano captado (a nível de natureza), posso dizer que este segue em muito as pisadas do primeiro na hora a satisfazer as exigências dos fãs do visual. Então a nível de animação, está sublime!

Em relação à história… Para ser sincero, fui apanhado de surpresa pela positiva!
Para além do rumo não ser o que estamos à espera, a forma como o segue, transmite a quem está a ver valores muito importantes. Cars 3 não é sobre a competitividade como os anteriores. Quer dizer, acaba por ser sempre sobre a competitividade, visto que é um filme de corridas de carros. Porém, valores mais altos se levantam, tais como o altruísmo, a humildade e a solidariedade.

Não sei até que ponto o público-alvo do filme, vai compreender os valores que este transmite, por serem fora do comum. Cabe assim aos mais velhos investir tempo  a ver este filme junto com os miúdos, de forma a explicá-lo de forma simples e eficaz.
Posto isto, nota positiva para Pixar. Dentro de uma indústria onde é possível lixo como Pixels ou The Emoji Movie, chegarem ao grande ecrã, é nos oferecido o 3º capítulo de uma saga que conquistou o mundo há 11 anos.

A boa notícia? Deixa de ser relevante se foi com o intuito de fazer o trademarking gerar mais dinheiro, que voltaram a apostar em Cars, quando o resultado é este.
A melhor prestação da saga, com um final digno e realista.

Trailer – Cars 3

Comments