Cinema Críticas

Crítica: Kingsman: The Golden Circle

kingsman: the golden circle

Nome: Kingsman: O Círculo Dourado
Título Original: Kingsman: The Golden Circle
Realizado Por: Matthew Vaughn
Elenco: Taron Egerton, Colin Firth, Mark StrongJulianne MooreHanna AlströmChanning TatumHalle BerryJeff BridgesPedro Pascal
Duração: 141 min.

Kingsman está de regresso com um elenco de luxo e altas expectativas para ultrapassar. Kingsman: Secret Service foi uma lufada de ar fresco, com comédia e ação perfeitamente equilibradas e é fácil ter algum receio em relação à sequela. A verdade é que Golden Circle de facto não consegue atingir o nível do primeiro filme, talvez porque já não nos consegue surpreender com o seu tom inesperado.

O filme mostra desde cedo – literalmente nos primeiros segundos – que continua a procurar utilizar o exagero para nos deixar sem fôlego, seja pela surpresa ou pela vontade de rir. Matthew Vaughn domina esse exagero na perfeição nas cenas de ação que trocam o realismo pela capacidade de impressionar.

Enquanto os pontos fortes deste filme se mantêm, há um elemento que sofre bastante, o argumento. Nem este elenco espetacular consegue dar a volta a um filme que repete muitos elementos do anterior, e que acaba por se tornar bastante previsível. Não quero com isto dizer que falha por completo. The Golden Circle arranca muitas gargalhadas, tanto pelos exageros que já mencionei como pelos óbvios comentários políticos e sociais. O filme consegue fazer isto sem fugir a alguma carga emocional que se mantém do início ao fim e permite ao elenco, particularmente a Taron Egerton, demonstrar as suas capacidades. Já outros nomes de peso no filme como Channing Tatum e Halle Berry viram a sua prestação reduzida a estereótipos descartáveis, um erro que pode vir a custar à franchise quando utilizarem as personagens no futuro.

Apesar de se encostar ao sucesso de Secret Service e não fazer muito por ir além do filme de estreia, Kingsman: The Golden Circle não se inibiu de correr alguns riscos que mantêm este universo interessante e garantem ao público que nada é sagrado… a não ser Colin Firth.

Trailer – Kingsman: The Golden Circle

Comments