Cinema Críticas

Crítica: The Hitman’s Bodyguard

Nome: O Guarda-Costas e o Assassino

Título Original: The Hitman’s Bodyguard

Realizado por: Patrick Hughes

Elenco: Ryan Reynolds, Samuel L. Jackson, Gary Oldman, Elodie Yung, Tine Joustra, Joaquim de Almeida, Salma Hayek

Duração: 118 minutos

The Hitman’s Bodyguard é um filme de acção/comédia protagonizado por Ryan Reynolds e Samuel L. Jackson que segue Michael Bryce (Reynolds), um guarda-costas privado que caiu em desgraça depois de um dos seus clientes ter sido assassinado sob a sua proteção, e Darius Kincaid (Jackson), um assassino a contrato que foi detido pela Interpol.

Michael é incumbido pela ex-namorada Amelia (Yung) de transportar Darius em segurança de Manchester para Haia a fim de testemunhar contra Vladislav Dukhovich (Goldman), o ditador da Bielorrússia e cuja prisão depende do testemunho de Darius.

É assim que Michael e Darius começam uma corrida contra o tempo para conseguirem assegurar a prisão de Dukhovich e a liberdade de Sonia (Hayek), a mulher de Darius. O grande problema é: Darius e Michael já se conhecem à vários anos e o grande desafio é não se matarem um ao outro.

Ryan Reynolds mais uma vez demonstra aquilo que é capaz e encanta como Michael Bryce, conseguindo tornar a personagem agradável com a qual o público simpatiza. À já alguns anos que Reynolds luta para entrar no Escalão A de Hollywood e acho cada vez mais difícil negar o lugar a este ator que melhora a cada performance.

Samuel L. Jackson obviamente que dispensa apresentações e prendou-nos mais uma vez com uma performance fantástica, tornando um notório assassino numa personagem divertida com o qual o espectador pode simpatizar. Desde a sua atitude relaxada ao seu amor por Sonia, Darius leva-nos de gargalhadas, a suspiros e a lágrimas.

Como não poderia deixar de ser, Joaquim de Almeida provou mais uma vez ao mundo aquilo que os portugueses são feitos e, apesar de a sua personagem não ser a mais agradável, é impossível não ficarmos orgulhosos com a prestação do ator. Já Gary Oldman comprova mais uma vez a capacidade de se adequar ao mais diverso tipo de papéis, surpreendendo em todos eles, mas deixando uma marca especial quando se transforma em vilão e nos arrepia.

The Hitman’s Bodyguard foi dos poucos filmes deste ano que me deixou criticas a apontar. É a mistura perfeita de comédia, com ação, romance e do brilhantismo do seu elenco de luxo, com a química entre Jackson e Reynolds a ser a cereja no topo do bolo.

Trailer – The Hitman’s Bodyguard

Comments