Cinema Críticas

Crítica: Rogue One – A Star Wars Story

Rogue One: A Star Wars Story

Nome: Rogue One – Uma História de Star Wars

Título Original: Rogue One – A Star Wars Story

De: Gareth Edwards
Com: Felicity Jones, Diego Luna, Alan TudykMads MikkelsenRiz Ahmed

Duração: 133 minutos

O primeiro spin-off da saga Star Wars chegou ao grande ecrã e com ele trouxe algumas expectativas criadas pelo recém-sucesso da saga, falo do episódio VII.

Para além do pesado e ingrato fardo que carregam os spin-offs, onde ou o filme é bom e cumpriu o seu dever ou é só razoável e é rotulado de money-maker, tem a responsabilidade de ser um filler suficientemente completo e organizado para ser útil. Tendo isto em conta, acho que Rogue One superou as expectativas, deixando o sentimento de missão cumprida. Não só como filme aos cinéfilos, mas também como parte de uma das maiores sagas da história cinematográfica, aos seus fãs.

Em relação ao filme em si, ganhou por conseguir captar a aura e essência dos primeiros 3 (Episódio IV, V e VI), transmitindo-a na perfeição e manter a qualidade do “Despertar da Força”. Conseguiu também superar as prequelas (episódios I, II e III), que para ser sincero era o meu maior receio, isto é, falhar onde as prequel falharam. E por falar sobre onde as prequel falharam, Rogue One traz-nos novas personagens que acabaram por se provar muito interessantes, personificadas por um cast com bastante qualidade.

Destaque para Felicity Jones que esteve à altura do desafio e encaixou que nem uma luva no universo de Star Wars, no papel de Jyn Erso.

A nível de efeitos especiais, à semelhança do filme anterior, voltaram a estar no ponto, fantástico!

A nível de dinâmica, o filme começa a meio-gás envolto no mistério característico de Star Wars, mas com o desenrolar da história as sequências de acção, despertam a alma de Rebelde que há em cada um de nós.

Acho que vão sair do cinema satisfeitos e surpreendidos pela positiva.

The force is with Rogue One.

Trailer – Rogue One: A Star Wars Story

Comments