Frame by Frame Suits TV

Suits – 7×01 – Skin In The Game

suits

Os nossos advogados estão de volta! Suits regressou com a 7ª temporada, exatamente onde tinha parado. A ausência de Jessica (Gina Torres) continua a influenciar toda a firma, afectando particularmente Harvey (Gabriel Macht). Embora demonstre sempre a sua confiança, claramente não está preparado para liderar e não se sente capaz de preencher o vazio que Jessica deixou para trás. É certo que ver estas vulnerabilidades na personagem é interessante mas não deixo de sentir que já vi isto na série. E esse sentimento afeta todo o episódio, com algumas exceções. Harvey persegue uma relação com a sua terapeuta, que por muito interessante que seja parece vinda do nada, tal como todas as relações de Harvey. Tendo em Donna uma excelente oportunidade de explorar personagens com uma dinâmica complexa que têm uma química inegável, a série continua a fugir a esse caminho. É compreensível essa decisão, mas talvez já seja altura de visitar esse enredo outra vez.

Donna (Sarah Rafferty) brilha neste episódio como há muito tempo esperava vê-la brilhar. Determinada em ver o seu valor reconhecido e ter alguma autoridade, foi excelente testemunhar finalmente um momento de crescimento de Donna tanto para si mesma como aos olhos dos que a rodeiam. Particularmente nesta série que, por muitas excelentes personagens femininas que tenha, sempre foi um boys club, é muito bom ver a amizade, respeito e ligação que Donna, Rachel (Meghan Markle) e Gretchen (Aloma Wright) partilham… ainda que o façam porque têm que tomar conta de Louis.

Louis (Rick Hoffman) foi o ponto fraco deste episódio, de longe. Pode ter muita piada ver o seu mau humor mas já não há grande paciência para defender a sua crueldade cada vez que algo lhe corre mal. A compreensão e pena que persegue todas as más decisões de Louis não se justifica num adulto e uma das personagens que mais entretenimento trazia à série começa agora a ser insuportável.

Rachel passou o episódio em baixo mas ficou pelo menos com uma boa oportunidade para ter um futuro mais interessante. Já Mike (Patrick J Adams)… continua a ser a parte menos interessante da série, infelizmente.

0 68 100 1
68%
Average Rating
  • Um bom regresso, ainda que caía em muitas das asneiras habituais.
    68%

Comments