Open Sesame Rubricas

Steins;Gate, um anime perfeito para amantes de sci-fi

Steins;Gate

A review desta semana é sobre Steins;Gate. Este anime, adaptado de um jogo e produzido pelo estúdio White Fox, estreou em 2011 com 24 episódios. Está incluído nos géneros de ficção científica e thriller.

Nos primeiros episódios a história desenvolve-se num tom leve e algo cómico. Na minha opinião, este início pode ser um pouco confuso pois o diálogo entre as personagens é bastante fluído e rápido. Para além disso, há muita informação para ser processada e o espectador pode sentir-se um pouco perdido. No entanto, com o avançar da história, as peças do puzzle vão-se juntando, dando forma a um plot bem delineado e estruturado. Ao longo dos episódios, o anime vai adquirindo um tom mais sombrio e macabro.

A história segue as aventuras de um “cientista maluco”, Rintaro Okabe, que acompanhado por diversas pessoas que vão integrando o seu “laboratório”, tenta descortinar o sentido por detrás de uma máquina do tempo que foi descoberta acidentalmente. Este dispositivo, que consiste num microondas com determinadas peculiaridades, permite-lhes enviar mensagens para o passado. Como se pode imaginar, isto traz enormes repercussões, pois ao alterar pequenas coisas que podem parecer insignificantes, acabam por ter grande impacto a longo prazo. Para além disso, Okabe parece ser o único capaz de reter as suas memórias quando a linha temporal presente é alterada.

Steins;Gate aborda temas como a teoria das cordas, teoria do caos, transversarble wormholes, time paradoxes, o efeito borboleta, viagens no tempo e teoria da relatividade. No geral, é um anime que permite ao espectador debater-se e questionar-se acerca de diversas questões relacionadas com estes tópicos. Recomendo vivamente Steins;Gate pois é bastante complexo e um dos melhores animes que já vi. A história é cativante e encontra-se muito bem escrita.

Leiam o Open Sesame da semana anterior aqui.

Comments