Anime Berserk TV

Berserk – Season Finale – 1ª Temporada

Berserk

Temos fãs de Berserk por aí? Pois é, num golpe já esperado por muitos, eis que o manga está de volta para o pequeno ecrã, com um toque mais moderno! Mas será que terá conquistado tudo e todos?

O Melhor: Para aqueles que esperavam um seguimento digno ao anime lançado no final dos anos 90 e que ficou desagradado com os filmes lançados no início desta década, talvez fiquem contentes por saber que, finalmente, a série deu seguimento ao enredo negro. Pois é, Guts está de volta e continua feroz, tal como a gente gosta! Todas as marcas que sempre caracterizaram o manga – violência gratuita, maioritariamente – está muito bem recapturado para novas audiências!

Adaptando brevemente o arco do Black Swordsman (rementendo por volta dos três primeiros episódios), é no arco Conviction que se passa grande parte da trama. E é aqui que além de velhos conhecidos como Guts e Casca, além de cameos gratuitos de velhas caras, somos apresentados a personagens como Farnese, uma cavaleira que carrega um lado negro dentro dela, o seu fiel companheiro Serpico, além de conhecermos também o trapaceiro Isidoro, a acompanhante Luca e a sua “protegida” Nina. Cada uma das personagens saídas diretamente das páginas possuem o seu arco, os seus desenvolvimentos, as suas motivações: Isidoro quer tentar fazer um nome por ele mesmo, seguindo Guts como um escudeiro de maneira a aprender tudo o que for possível; Luca tenta proteger quem lhe é muito querido; Farnese procura pela sua fé em Deus num mundo em constante invasão por seres do outro mundo. Há bastante por onde se pegar.

Faz-se aqui um aparte para uma adição de Puck, o elfo. Muitos fãs do anime de 1997 ficaram desagradados por este personagem cómico ter sido cortado antes, por causa de o seu toque de comédia poder prejudicar o tom mais negro. Mas quase 20 anos depois, Puck tem aqui a sua apresentação, e o balanço de tons mais negros e um toque de comédia mais leve.

Mas é Guts e o seu trajeto que são os mais cativantes. Dado a sua personalidade, Guts está a milhas de preencher aquele arquétipo do típico herói altruísta, que ajuda tudo e todos só porque sim; este é um homem destruído por eventos que deixariam qualquer pessoa em estado traumatizado; é um homem “que dá passos em frente, sem ter medo de pisar formigas”. Tem uma vista derrotista do mundo, mas é um mundo que quase parece saído das nossas vidas. Tirando a parte dos demónios.

E este é o outro ponto positivo. Cada monstro que apareceu nas páginas do manga ganham vida própria aqui. E o seu design dão-nos boas razões para termos pesadelos noite adentro.

O Pior: Como se trata de uma sequela direta de um anime que já foi exibido há quase 20 anos, quem nunca deu uma olhada certamente ficará desnorteado pelas constantes referências ao passado que vão jorrando em quase todos os cantos (daí de se recomendar ver o anime anterior primeiro, e aventurarem-se para esta nova versão).

Mas muito provavelmente, o maior calcanhar de Aquiles é aquele aspeto que, inicialmente, seria bastante apelativo: a modelação em 3D. Embora pareça uma boa ideia no papel, na execução deixa bastante a exagerar, com alguns modelos de personagens a ressaltarem-se pela positiva, mas a grande maioria deixa bastante a desejar.

O anime regressa para uma segunda temporada na Primavera de 2017, com data a confirmar.

0 0 100 1
%
Average Rating

Comments