Arrow Frame by Frame TV

Arrow – 5×23 – Lian Yu

Arrow

Com o regresso à ilha Lian Yu e basicamente todas as personagens em perigo, a quinta temporada de Arrow chega ao final. Esta foi uma temporada atribulada, com alguns episódios que prometiam uma melhoria mas com muitas das mesmas falhas das temporadas anteriores. Este episódio tinha todas as condições para ser um dos melhores de sempre: várias personagens regressam, tanto para ajudar Oliver como para se juntar a Adrien (Josh Segarra); toda a equipa Arrow está em perigo, incluindo William (Jack Moore) e Samantha (Anna Hopkins); por último, Adrien Chase tem uma equipa de invejar do seu lado, todos eles com as suas próprias motivações para odiar Oliver. Em geral, o episódio soube jogar com esta dinâmica e utilizar as várias personagens, principalmente com Slade Wilson (Manu Bennett) que nunca sabemos bem se podemos confiar. Thea (Willa Holland) é a única personagem que acaba por desiludir porque sabemos ter várias capacidades que são um pouco desperdiçadas, apesar de ter um bom momento com Malcolm (John Barrowman MBE). Em termos de sequências de ação, o episódio não desiludiu e aproveitou as várias personagens e localizações para introduzir alguma variedade no ecrã.

Apesar de termos todas as personagens em perigo, o episódio concentrou o peso emocional todo na vida de William. Isto permitiu a Stephen Amell exercitar um pouco os seus talentos, já que finalmente vemos Oliver a expressar algo que não raiva. Claro que o velho tema de Oliver ser um assassino mas querer enterrar essa parte de si continua a ser o foco do enredo e por muitas conversas e discursos repetitivos que o episódio traga fica a sensação de que essa parte de Oliver está finalmente resolvida. Claro que pode não ser bem assim no futuro e o final da temporada deixa Oliver numa situação que poderá desfazer todo o progresso que a personagem fez nesta temporada para aceitar quem é e deixar de sentir culpa por tudo e todos. Esperemos que a série lide com a situação de uma forma mais inovadora e não como já estamos fartos de ver.

Este episódio marca também o tão aguardado final dos flashbacks. Estes servem apenas de explicação para a forma como Oliver foi encontrado em Lian Yu e contrastam severamente com a decisão de não utilizar força letal. Apesar de não serem particularmente interessantes em termos de enredo (Konstantin Kovar nunca foi muito apelativo) foram um bom desfecho para esta faceta de Arrow que há muito já se tinha tornado inútil.

O episódio termina com uma escolha bastante difícil para Oliver – e um desfecho que ele deveria ter previsto – culminando num cliffhanger que deixa a vida de praticamente todas as personagens em risco. A probabilidade de termos perdido todas ou muitas destas personagens é extremamente baixa, mas será quase impossível estarem todas a salvo – seria um grande erro para a série. Quem sobreviveu, como Oliver vai lidar com estas mortes e qual será o vilão da próxima temporada são agora as perguntas em aberto.

Tratou-se de um final superior à temporada em si e uma boa forma de quase fazer um reboot à serie… se souberem aproveitar a oportunidade.

0 69 100 1
69%
Average Rating
  • Tratou-se de um final superior à temporada em si e uma boa forma de quase fazer um reboot à serie.
    69%

Comments