Frame by Frame Riverdale TV

Riverdale – 1×03 – Chapter Three: Body Double

Riverdale

Apesar de conter uma história sobre um crime por resolver que vai virar uma terriola do avesso, a verdade é que, fundo no fundo, Riverdale não passa de uma série sobre estudantes do ensino secundário a enfrentarem certos problemas. Se bem que, tal como tantas outras séries de estudantes no ensino secundário, esses enredos costumam ser bastante exagerados.

Archie (K.J. Apa) finalmente abre sobre a sua versão dos acontecimentos da manhã de 4 de Julho. Apesar disso, esta sua atitude trouxe-lhe bastantes riscos, como o distanciamento da sua “amada”, a professora de música Grundy (Sarah Habel) e de receber um castigo do seu pai (Luke Perry). Mas como já é tradicional neste tipo de séries, Archie resolve desrespeitar as regras da casa, e o que se sucede a partir daí é todo um conjunto de eventos que são tão cliché que até metem dó a uma pessoa só de ver.

Outra das tendências que esta série faz é pegar em algumas tristes realidades que nos rodeiam e, à sua maneira, distorcer para satisfação das massas. E é o que acontece com Veronica (Camila Mendes) esta semana, com a “miúda nova na escola” a sair com Chuck Clayton (Jordan Calloway), que é tido como o maior “gato” privilegiado da escola. No entanto, Veronica é acabada por ser vítima de slut-shaming. Já é um bocado mau a série optar por seguir algo que não é assim tão anormal na nossa sociedade; mas criar, a partir daqui, algo que se resolve num espaço de horas, já é um exagero indesejado. Além de que Veronica e Betty (Lili Reinhart) protagonizarem um plano de vingança tão louco e irrealista que nem merece ser mencionado. O que vale é que mostra, provavelmente, que Betty, com toda a sua perfeição, também possui algumas imperfeições aqui e acolá. E este episódio serviu para “atirar lenha para a fogueira” no que se toca a algumas teorias que já circulam pela internet.

Entretanto, Jughead (Cole Sprouse) parece ser o único com um verdadeiro desejo de solucionar o caso da morte de Jason Blossom. Aproveitando a deixa da re-abertuda do jornal da escola, Jughead investiga um grupo de escuteiros que estavam na zona. Apesar de ter todo um potencial para algo mais sério (em detrimento de outros enredos que parecem ter sido feitos exclusivamente para fãs com as hormonas à flor da pele), este segmento também incorre num nível de irrealismo e ridicularidade que mete bastante dó.

0 61 100 1
61%
Average Rating
  • 61%

Comments