Mini-Reviews TV Planet Earth II TV

Planet Earth II – Series Finale – 1ª Temporada

Planet Earth II

A.k.a.

A Melhor Experiência Televisiva de uma Vida

Vou mudar de formato desta mini-review, ainda que mantenha os pontos essenciais como já vos habituamos: o melhor e o pior. Para quem não conhece, Planet Earth é uma mini-série da BBC Earth que vai a todos os pontos cardeais do nosso planeta azul para saber como sobrevivem os diferentes series vivos que nele habitam. Depois de uma detalhada primeira série de 11 episódios em 2006, poucos seriam os mistérios naturais ainda por desvendar. Porque seria necessário uma sequela de 6 episódios? O que nos falta ainda conhecer do mundo natural? Podem parecer perguntas retóricas mas, por mais incrível que pareça, ainda há muito por se saber. Algo inalcançável aos nossos atarefados quotidianos, algo que nos permite ter uma percepção do quão frágil o nosso planeta é.

Penso que com o avançar dos séculos o termo “alterações climatéricas” tem ganho um destaque incrivelmente preocupante. Uns escolhem ignorá-lo, outros ainda troçam (cof cof, Donald Trump, cof cof) e, no entanto, há aqueles que o estudam, que o vêem como uma das questões mais sérias e delicadas e que procuram desenfreadamente por motivos para que o resto da população mundial consiga finalmente vê-lo de forma nua e crua.

O Sr. David Attenborough é um ícone da proteção ambiental. Um visionário sem medo, um explorador intrépido, um naturalista aventureiro. Ele está de volta à narração maravilhosa desta sequela que viaja por diversos cenários do planeta para descobrir como os animais estão a reagir a estas alterações do clima forçosamente agravadas pela mão do Homem.

Com a mais recente tecnologia de ponta, a equipa de Planet Earth II consegue trazer-nos um exercício de televisão perfeito. Um que transcende as barreiras da ficção e do documentário. Quem não ficou com o coração acelerado depois de ver uma jovem iguana escapar duma “matilha” de cobras esfomeadas? Quem, tal como a “capivara chocada”, não ficou impressionado por ver um jaguar a tirar a vida a um caimão? Quem não conseguiu esconder as suas emoções quando descobriu que os leopardos das neves são capazes de se “violar” para assegurar que a sua espécie tenha continuidade? Quem é que ficou absolutamente boquiaberto com um pássaro que empala as suas vítimas no espeto, tal como nós assamos o porco? Quem é que fica indiferente a uma família de leões que luta contra as inundações para fornecer alimento às suas crias? Quem é que imaginaria que as hienas eram veneradas numa cidade na Etiópia?

Tudo isto são desafios que os animais travam diariamente para assegurar a sua sobrevivência. A vida selvagem está no seu momento mais crítico. Não basta sobreviver ao clima desregulado. Há ainda o problema do espaço com a espécie invasora: o ser humano. Estamos numa era em que o nosso egocentrismo transcende as barreiras do aceitável. Somos egoístas em não querer tratar do mundo que nos deu origem e de todos aqueles que partilham a nossa casa connosco. Somos uma espécie terrivelmente hipócrita que ri na cara do perigo quando somos nós, precisamente, que o criámos. Se os primeiros episódios não são suficientes para vos fazer querer sair dos vossos sofás e viajar pelo globo, então, a série traz a questão bem para o seio das nossas civilizações, mostrando como a vida selvagem se adapta a elas.

Planet Earth II é um exercício de culto instantâneo. Um que perpetua a necessidade de preservarmos o mundo natural. Um que enfrenta as condições mais adversas para nos trazer as maiores proezas dos seres vivos da Terra. Um que é perfeito… porque, narrado por David Attenborough e com a banda-sonora de Hans Zimmer, não há por onde colocar defeitos.

0 100 100 1
100%
Average Rating

Planet Earth II é uma obra-prima da televisão e uma experiência única que nos deixa a refletir sobre o rumo do planeta influenciado pela nossa própria conduta.

  • 100%

Comments