Open Sesame Rubricas

Samurai Champloo, um Período Edo com uma mistura de hip-hop

samurai Champloo

O Open Sesame desta semana traz-nos um anime que já foi mencionado aquando da segunda crítica desta rubrica: Samurai Champloo.

Este anime, dirigido por Shinichiro Watanabe e lançado em 2005, está inserido nos géneros de Acção, Aventura, Comédia, Histórico, Samurai e Shounen. Como tal, tendo em conta os intervenientes e o conceito em si, esperava já um anime que não ia desiludir, e não podia estar mais certa. Com uma das minhas OST preferidas, da autoria de Nujabes, há uma fusão entre o passado e o presente que à priori nunca resultaria.

Passado no período Edo, o primeiro episódio consegue-nos mostrar um pouco do ambiente vivido nesta época e a posição que cada classe tinha na sociedade. Nesta vertente histórica aliada ao hip-hop, as 3 personagens principais surgem num conflito comum. Fuu Kasumi, é uma empregada numa casa de chá que, dada à sua falta de jeito, se vê envolvida com uns clientes que não paravam de a assediar. Mugen, samurai que estava apenas a observar a situação, oferece-lhe ajuda e, consequentemente, outra luta é gerada com o ronin Jin. Ao destruir o local de trabalho de Fuu e com as consequências e feridos gerados, estes dois são sentenciados à morte. No entanto, com a iniciativa de Fuu e o engenho destes dois guerreiros, estes conseguem ser salvos e, assim, uma nova aventura começa. Com dois guarda-costas, Mugen e Jin, Fuu inicia a sua demanda do Misterioso Guerreiro.

Constituído por 26 episódios, possui um bom desenvolvimento do enredo e personagens. Samurai Champloo é definitivamente um anime a ver, seja pelos conflitos entre o Mugen e o Jin, seja pela cumplicidade criada entre estes 3. Num cenário onde hip-hop nunca encaixaria, a OST consegue-nos envolver e criar algo novo e irreverente.

Leiam o Open Sesame da semana anterior aqui.

Comments