American Horror Story Frame by Frame TV

American Horror Story – 5×02 – Chutes and Ladders

American Horror Story

Estamos de volta ao hotel mais famoso do momento com muitas emoções, sangue e descobrimentos sobre os inquilinos mais aterrorizadores. John Lowe, detetive e o mais recente habitante do Hotel Cortez, descobre novas pistas sobre os casos que anda a desvendar. A Condessa e o seu amante Donovan estão a enfrentar alguns problemas matrimoniais, assim que um novo membro, Tristan (Finn Wittrock) dá entrada. Ficamos a conhecer também James Patrick Marsh, uma personagem que vai dar muito que falar ao longo do episódio. A filha de Lowe, Scarlett parece ter descoberto o seu irmão Holden nos corredores do hotel mas, para sua surpresa, o rapaz não é bem o que aparenta ser.

Realizado por Bradley Buecker, produtor e colaborador habitual de American Horror Story, Chutes and Ladders vai adornando a narrativa magistral e horripilante deste novo segmento no Hotel Cortez. Claramente a “beber” inspiração a clássicos como The Shining, Seven e até mesmo aos mais recentes filmes de Wes Craven, Hotel é uma combinação de elementos que tira proveito das características mais assombrosas dos clássicos mencionados e adultera a seu favor os enredos, dando uma pitada de glamour e sedução ao guião. Há um impressionismo noir que vai embelezando as imagens que, com recurso a uma ousadia moderna e ao talento dos seus atores tornam Hotel na mais sumptuosa e sangrenta temporada da série. Lady Gaga está envolta numa aura que a torna apetecível para o visual “queer” da série, fazendo-nos esquecer a ausência de Jessica Lange que era o rosto e alma de American Horror Story até então. O nível de mestria, quer de argumento, quer de realização confere um carisma abismal às cenas e às novas personagens que vão fazendo o check in no Hotel. A série não só se tem desprendido da fórmula inicial do seu sucesso, como explora novas vertentes de horror para manter fresca a sua história e vai brincando com diversas cinematografias para “pintar” a sua densa narrativa. Temos então Evan Peters de volta ao seu ambiente e Naomi Campbell mostra o ar de sua graça num curto papel que pode ainda ter algum desenvolvimento. Mas Gaga e Bomer são os donos da atenção, mesmo Paulson que ainda não mostrou realmente o seu propósito na história brilha sempre que surge no ecrã.

Tendo todos estes elementos a seu favor, Hotel poderá tornar-se na mais visceral temporada de American Horror Story se os guionistas e os produtores se mantiverem ao longo dos 13 episódios em sintonia continuando a criar histórias de horror magníficas e apostando num visual gótico e sombrio característico das fontes onde se inspiraram. Tirando proveito de obras tão deliciosas, o que tem para correr mal? Para já nada, e espero não me arrepender de estar a afirmar que Chutes and Ladders é quase um episódio perfeito.

0 91 100 1
91%
Average Rating

Chutes and Ladders é ainda mais extraordinário que a estreia da semana anterior e promete tornar Hotel na mais cativante temporada de todas.

  • 91%

Comments