Frame by Frame Game of Thrones TV

Game of Thrones – 5×04 – Sons of the Harpy

Game of Thrones

Jorah raptou Tyrion no final do episódio anterior e, como já se suspeitava, decide levá-lo até Daenerys para que ela sele o seu destino. Jaime e Bronn viajam para Dorne para resgatar Myrcella, Cersei necessita de enviar o Papá Tyrrell para o Banco de Ferro de forma a soldar as dívidas e, em segredo, conspira com o High Sparrow para capturar Loras, irmão de Margaery. O pobre Tommen, ainda ingénuo e em fase da adaptação ao estatuto de rei, vê-se no meio de uma manipulação e retaliação quer da sua mãe, quer da sua recentemente esposa. No Norte, Jon Snow necessita de recrutar novos membros para a Patrulha da Noite, uma vez que muitos foram dizimados na guerra com os Wildlings e Melisandre tenta seduzi-lo numa forma de testar os limites da sua devoção ao novo posto. Stannis também está em destaque, assim que o vemos a partilhar umas palavras bondosas com a sua filha, mártir das atrocidades da mãe. Agora sobre o olhar atento de Roose Bolton e prometida ao psicopata do seu filho bastardo, Sansa descobre através de Littlefinger que o seu papel em Winterfell é maior do que pensava ao mesmo tempo que a chegada de Bronn e Jaime a Dorne é recebida com algum sangue e com umas quantas filhas de Oberyn sedentas de vingança à espera. Por fim, em Meereen, os Sons of the Harpy engendram um segundo ataque à cidade e os corpos vão-se amontoando nas calçadas.

Sentimos finalmente que Game of Thrones começa a caminhar para o que esperávamos: o caos. Tanto em King’s Landing como em Meereen, os focos maiores de narrativa, as ruas são aterrorizadas por organizações que pretendem fazer justiça pelas suas próprias mãos. Este aspeto, não só realça as batalhas sangrentas que se avizinham, como coloca a teste a liderança de Cersei e Khaleesi respetivamente. O facto de localizar as suas personagens principais no centro da guerra mostra ao público as vulnerabilidades das mesmas e, é aqui, que vemos que ninguém está seguro na batalha pelo poder. A retaliação de Cersei a Margaery por uns quantos insultos dados em palavras bonitas revela-se um novo ponto de interesse (e, quem sabe de viragem) da história. E o novo bromance entre Jaime e Bronn parece ser igualmente uma boa aposta. Em Sons of the Harpy, Game of Thrones começa a apalpar terreno para os momentos de grande escala que o público anseia, aliando uma escrita repleta de traições e estratégias, seduções e conquistas com uma pitada de sabedoria ancestral, patente nos momentos entre Sansa e Littlefinger e Daenerys com Sir Baristan.

Apesar de ainda não ter chegado ao clímax, Sons of the Harpy projeta Game of Thrones para uma nova etapa que é aquela que o público espera desde que a série estreou. E, enquanto esperamos pelo próximo Domingo, vale a pena ver e rever este episódio pela sua qualidade argumentativa e pelo desenvolvimento dos acontecimentos iniciais.

0 90 100 1
90%
Average Rating

Sons of the Harpy marca uma viragem importante em Game of Thrones, onde todos estão em perigo mesmo sem se aperceberem.

  • 90%

Comments