Arrow Frame by Frame TV

Arrow – 5×01 – Legacy

Legacy

 

Arrow está de volta depois de uma temporada que deixou muito a desejar. Este primeiro episódio tinha muito para fazer; convencer-nos de que o tom deprimente e melo-dramático dos últimos anos fica no passado, que os acontecimentos do final da temporada têm alguma consequência e que devemos ter algum entusiasmo a cada semana para passar uma hora com estas personagens em vez de acabarmos o episódio a questionar porque ainda vemos a série.

A Team Arrow está reduzida a Oliver (Stephen Amell) e Felicity (Emily Bett Rickards) e isso reflete-se nas responsabilidades políticas de Oliver, que acabam por cair sobre Thea (Willa Holland). O episódio focou-se assim na necessidade de reconstruir uma equipa, algo que Oliver não quer fazer. Existem vários candidatos pelas ruas de Star City e Felicity quer começar a recrutar alguns, contra a vontade de Oliver. Esta relutância faz sentido, mas uma nova equipa é inevitável e qualquer sangue fresco é mais do que bem-vindo numa série que já não sabe o que fazer com as personagens que tem há algum tempo. Ao mesmo tempo, Oliver continua a lidar com a questão de sempre: tirar uma vida para salvar outra é um preço justo? Não há herói que não dê de caras com esta questão, mas Arrow anda nisto há quatro temporadas. Está na altura de definir o código moral da personagem de uma vez por todas.

Este episódio destacou-se também por voltar às origens. Não temos nenhum vilão com poderes como Damien Darhk nem nenhuma ameaça a nível global; temos criminosos de rua, que são inimigos realistas para o herói que temos. Isto fazia falta em Arrow e podemos agora focar-nos em ameaças com pés e cabeça e não em enredos maquiavélicos. No entanto temos também uma surpresa no final que nos deixou algumas pistas para um novo vilão que deverá ter mais impacto na série no futuro e que parece à primeira vista ter algum potencial.

No final da temporada passada dei destaque a Curtis (Echo Kellum), uma lufada de ar fresco nos episódios finais que garantiu neste episódio continuar a trazer uma nova dinâmica à série. Também Felicity teve um bom episódio, cheio das características que conquistaram os fãs inicialmente e sem o drama que acabou por afastar alguns.

No geral, foi um bom regresso. Apesar de ser mais realista do que os últimos episódios foi também mais leve, mostrou alguma esperança em Star City que pareceu sincera e visualmente apresentou algumas sequências de ação diferentes do habitual, mudanças que já eram necessárias. Mas Arrow tem um longo caminho pela frente para recuperar os danos das últimas temporadas e só com algum tempo vamos perceber se o consegue fazer. Como inicio de temporada, embora pareça reconhecer os problemas que lhe têm sido apontados, a série acaba por não sair muito da sua zona de conforto.

0 70 100 1
70%
Average Rating
  • Apesar de ser mais realista do que os últimos episódios foi também mais leve e trouxe mudanças que já eram necessárias.
    70%

Comments