Frame by Frame iZombie TV

iZombie – 2×18/19 – Dead Beat / Salivation Army

iZombie

A segunda temporada de iZombie terminou esta semana com um episódio duplo que trouxe uma resolução ao enredo satisfatória e um excelente ponto de partida para a próxima temporada.

O grande foco da primeira parte deste final de temporada foi salvar Major (Robert Buckley) da prisão antes que a sua fome desse início ao apocalipse. Liv (Rose McIver), Ravi (Rahul Kohli) e Peyton (Aly Michalka) tentam desesperadamente resolver o problema, com a dificuldade acrescida de não poderem contar com a ajuda de Blaine (David Anders), uma vez que o seu negócio é agora completamente dominado pelos funcionários.
Clive Babineaux (Malcolm J. Goodwin) e Dale Bozzio (Jessica Harmon) procuram construir um caso sólido contra Major, quer pelos crimes como Chaos Killer, quer pelo massacre da 1ª temporada. Ao mesmo tempo, Liv tenta sem sucesso encontrar Drake (Greg Finley).
Já Vaughn Du Clark (Steven Weber) tenta proteger a sua empresa, agora que Max Rager lhe valeu um contrato com o exército. Para isso contrata o advogado Brant Stone (Ken Marino) para defender Major, que trouxe ao episódio o sentido de humor que nenhuma das personagens habituais se encontrava em posição de oferecer.

(SPOILERS)

Quando todas as opções falham, Liv vê-se obrigada a contar a verdade a Clive. Embora a revelação tenha sido inevitável e credível, as consequências foram um pouco apressadas. Ver Major libertado depois de todas as dificuldades que as personagens passaram para o conseguir, apenas como consequência do descredito de testemunhas e algumas provas, não foi muito satisfatório. Serviu pelo menos para impulsionar a história de Clive, que com as suas ações pode ter perdido Dale e qualquer oportunidade de subir na carreira.
Agora que Major está fora de perigo, surge a ameaça de Vaughn Du Clark. Depois de uma tentativa falhada de assassinar Liv, esta descobre que Vaughn tem os zombies que Major raptou presos na cave, incluindo Drake.

A segunda parte foca-se então em libertar os zombies, o que leva Liv e Major (sob o efeito de um cérebro com treino militar, convenientemente) a infiltrarem-se numa festa na empresa de Vaughn. E tal como era de esperar, nada corre como planeado. Desta vez a série apostou fortemente… em zombies. E correu bastante bem. Com um grande número de zombies fora de controlo presos dentro do edifício, não tardou para que Liv, Major e Clive se vissem quase num filme de terror. Soube bem finalmente ver que ao contrário do que foi mostrado até agora com Liv, os zombies nesta série podem ser uma ameaça de peso, o que torna a revelação no final do episódio muito mais interessante. Com quem estamos a lidar e o que pretendem? Serão a única forma de controlar situações como esta?

A segunda parte trouxe ainda um enredo secundário que viu Peyton a ser raptada por Mr. Boss (Eddie Jemison), tudo para chegar a Blaine. Foi interessante para as personagens e uma boa forma de relembrar que Mr. Boss ainda é um problema com o qual teremos que lidar.

Embora fossem personagens utilizadas um pouco abaixo do seu potencial, Vaughn Du Clarke e Gilda (Leanne Lapp) tiveram uma despedida em grande. Deram origem neste episódio a cenas com um bom misto de humor e drama.

No geral, iZombie terminou esta temporada em boa forma. Conseguiu não só trazer acontecimentos que vão decerto marcar o desenvolvimento de todas as personagens (principalmente Liv), mas ainda introduzir o que vai provavelmente ser um grande ponto de mudança na próxima temporada. Mas principalmente, mostrou que iZombie tem pernas para andar mesmo quando lhe é retirado o formato policial, e tendo em conta a revelação a que assistimos, isso pode bem vir a acontecer com maior regularidade.

0 80 100 1

80%
Average Rating
  • iZombie terminou esta temporada em boa forma e mostrou ter pernas para andar quando lhe é retirado o formato policial.
    80%

Comments