Frame by Frame Gotham TV

Gotham – 2×05 – Rise of the Villains: Scarification

Gotham

Na semana passada, Gotham sofreu de um decréscimo em termos de qualidade. Só serve para mostra o efeito que Cameron Monaghan causou logo nos primeiros episódios. Para este episódio, a qualidade tinha de melhorar para continuar a manter-se a esperança de salvação para a série. Aliás, tinha essa mesma obrigação.

Infelizmente, tal não se notou. Nem de longe.

Por pontos simples, Scarification leva-nos a entender de que a série está aos poucos a regredir para os níveis assustadores da primeira temporada. Personagens que nem importavam para a trama estiveram presentes apenas para enrolar chouriços. O nível de inteligência das mesmas regrediu para os tempos da pré-História. E o próprio ritmo da série também não ajuda em nada (só piora, aliás).

Mas há elementos redentores, nisso haja alguma honestidade. Por exemplo, o Penguin (Robin Lord Taylor). Já não parece uma piada dele mesmo, em contraste com o tratamento que recebeu na primeira temporada. Salva-se também por incluir ainda mais indícios de onde o personagem poderá acabar quando a série acabar de vez. Vê-lo a cometer um acto de pura violência é sempre um deleite, e Taylor soube bem transmitir isso. Outro é também uma revelação sobre o passado misterioso de Theo Galavan (James Frain), que não só nos dá uma maior compreensão das suas ações maléficas, mas também serve de um “piscar de olho” ao que se pode esperar nos próximos episódios.
´
Outro aspeto positivo reside no vilão da semana: Firefly (que, para os espectadores de “memória de elefante”, também deu o ar de sua graça na primeira temporada de Arrow). Ou melhor, vilã, já que a série põe em força o seu maior trunfo: pegar em conceitos de Batman (como vilões) e conceder um twist. No caso de Firefly, em vez de um piromaníaco, temos uma vítima de maus tratos de acaba por fazer algo contra a sua vontade. E se os eventos passados no episódio serviram de algo, é que poderemos esperar, em breve, uma mudança, como se fosse uma “piscadela” quanto ao legado de Firefly.

Infelizmente, nem mesmo estes pontos positivos servem de muito para salvar Gotham de se tornar um episódio medíocre. Querem um forte candidato a Pior Episódio da Semana do CineAddiction? Aqui têm um.

0 60 100 1
60%
Average Rating
  • 60%

Comments