Frame by Frame Marvel's Agents of SHIELD TV

Agents of S.H.I.E.L.D. – 3×02 – Purpose in the Machine

Agents of S.H.I.E.L.D.

Na semana passada, ficámos com uma ideia geral do rumo geral que a série iria tomar nesta temporada. No entanto, notaram-se em duas ausências notáveis: Grant Ward (Brett Dalton) e Melinda May (Ming-Na Wen). Bem, as vossas preces foram ouvidas, e em Purpose in the Machine passámos a saber o que é feito deles.

Começando por Ward, o ex-agente da S.H.I.E.L.D., depois de uma temporada com o estatuto de frenemy, decidiu abraçar a sua maldade, decidindo reconstruir a organização HYDRA de raíz, de como Ward desejava que fosse. E o público agradece, pois Ward, apesar da sua vinculação, é um deleite de observar. Dalton diverte-se com o que pode fazer com o seu personagem.

Já May encontra-se no sentido oposto, desejando por uma vida normal. Apesar de as suas cenas a solo sejam, no fundo, Ming Na Wen a fazer atividades domésticas e hobbies, são as suas interações com o seu pai (James Hong) que são um tesouro, mostrando-nos um pouco do passado de May pré-S.H.I.E.L.D.

Mas a grande questão da semana residiu-se no resgate de Jemma Simmons (Elizabeth Henstridge), um arco que terminou rapidamente. E embora possa parecer uma queixa para muitos, vai coincidir com o ritmo mais acelerado que a série tem tomado desde a segunda temporada. O episódio também beneficiou do regresso temporário de Peter MacNicol como o asgardiano Randolph. Além de oferecer a chamada “cultura geral”, também oferece alguns momentos de comic relief.

De início, até estranhei não ter havido menções sobre o desenvolvimento dos Inhumans ou dos Secret Warriors, mas foi uma boa escolha ao focar-se nesta vertente do resgate de uma colega.

Em suma, mais um episódio sólido para esta temporada de Agents of S.H.I.E.L.D..

0 80 100 1
80%
Average Rating
  • 80%

Comments